O ponto de virada foi a odontologia estética – ela tinha apenas 15 minutos para dedicar a cada paciente

Jainny cursa Pós-Graduação em Harmonização Orofacial e Cirúrgica (HOF), veja como a especialização em odontologia estética está mudando os rumos de sua carreira.
odontologia estética

Jainny Saraiva sempre teve interesse pela área da saúde, quando saiu do ensino médio iniciou a graduação em enfermagem, mas percebeu que não era exatamente o que queria e, pesquisando mais, decidiu cursar odontologia. Depois de se aprofundar na odontologia estética, foi por essa área que ela se apaixonou.

A cirurgiã-dentista pretendia inicialmente ficar em sua cidade, no interior de Pernambuco, mas, quando a oportunidade apareceu, Jainny a agarrou, e foi para a capital de São Paulo mesmo sem conhecer ninguém, além de sua família por lá.

A odontologista começou então a trabalhar em franquias na capital, mas conta que não foi fácil a princípio. As franquias em que atuava tinham como prioridade atender grande número de pacientes, sem se preocupar com a qualidade do tempo dedicado a esses atendimentos.

“Eu trabalhava bastante pra ter um retorno que desmerece a odontologia. Eu tinha 15 minutos pra atender um paciente, pra receber uma diária extremamente baixa, R$130,00!”

A transformação por meio da odontologia estética

Nessas condições de trabalho foi que Jainny resolveu se voltar a área da estética e fez a princípio o curso de Faceta em Resina Composta, que foi um primeiro passo para conseguir transformar a aparência de seus pacientes e, com a experiência na atividade, veio a paixão pela área e pela possibilidade de transformar a autoestima das pessoas.

A dentista esteta conta sobre uma experiência que fez seus olhos brilharem ainda mais nesse sentido: quando uma paciente a procurou pedindo que devolvesse sua autoestima por meio do sorriso. Foi um caso difícil, mas impressionante, devido a transformação que Jainny conseguiu realizar, e ficou comovida pela felicidade proporcionada.

Odontologia estética além do sorriso

Essa capacidade de promover a felicidade a moveu a querer expandir sua atuação também para a face dos pacientes, para que, quando chegarem a seu consultório insatisfeitos com a própria aparência, Jainny possa ter muito mais a oferecer, mais soluções para as preocupações relatadas.

Isso exige também mais tempo para se dedicar ao atendimento e compreender o que pode fazer e vai de fato ser o melhor em cada caso, bem diferente do que possibilitam muitas das clínicas de atendimentos odontológicos no mercado hoje.

Jainny Saraiva, pós-graduanda em HOF e especialista em odontologia estética.

Por que escolher a HOF?

O sorriso está intimamente ligado a aparência das pessoas, como se expressam e como são vistas, mas o cirurgião-dentista que quer atuar com odontologia estética tem a sua frente possibilidades de cursos e especializações diversas, envolvendo implantes dentários, clareamento, resinas e etc. Por que então optar pela Harmonização Orofacial e Cirúrgica?

Primeiramente, a realidade de mercado para o profissional especialista em HOF é muito diferente da realidade que Jainny passava trabalhando em clínicas odontológica. Os procedimentos que um profissional de Harmonização Orofacial pode oferecer são altamente valorizados, há assim retorno financeiro muito rápido por procedimentos realizados com qualidade na face.

Diferencial em relação a cursos rápidos

Jainny até pensou em fazer cursos mais rápidos na área, mas ao conferir a grade curricular da HOF ela se deparou com uma lista completa de procedimentos, habilidades e aprofundamentos em anatomia da face, que certamente possibilitam, muito além de um título de especialista, a real autoridade para dar aos pacientes tudo aquilo que estão procurando, com a melhor qualidade e segurança possível.

“Então você fazer pequenos cursos às vezes não é tão satisfatório, sempre exige um pouco mais, por isso que eu sempre escolho um curso mais completo. Foi por isso que eu escolhi a faculdade Fapuga, porque eu olhei a grade de curso e vi que de fato ali tinha tudo que eu precisava.”

A importância das vivências clínicas

Além da grade de estudos teóricos, realizados junto a docentes altamente qualificados e atuantes em HOF, o que Jainny menciona também ter chamado sua atenção foi a quantidade de vivências clínicas presentes na programação.

Supervisionadas pelos docentes, as vivências clínicas já possibilitam que os dentistas estetas tenham contato com pacientes-modelo, e apliquem de forma bem mais completa os aprendizados obtidos durante as aulas, se debruçando na complexidade de cada caso e consolidando as próprias capacidades.

Expectativas para o futuro

Hoje, Jainny atua em franquias com condições um pouco melhores de trabalho, onde recebe porcentagem sobre os atendimentos, mas ela quer mais: quer ter seu próprio consultório e com ele conseguir mais independência financeira e na autonomia para lidar com seus pacientes com a qualidade que ela pode realizar.

A dentista esteta também tem outro propósito admirável para seu futuro, ela quer poder abrir caminhos para outras pessoas, quer voltar para sua cidade natal, no interior do Pernambuco, e mostrar a outras pessoas que é possível alcançar sucesso por meio da especialização em odontologia estética com a HOF.

De onde Jainny vem, ela relata que há pouca oportunidade na área, por isso ela quer aprender muito para ser essa referência em que outras pessoas possam se espelhar, com a qual possam aprender e assim ter a oportunidade que ela não teve quando se formou.

Cirurgiã-dentista se especializa em HOF – Dra. Jainny Freire

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2022 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - TERMOS DE PRIVACIDADE                        Feito pelo Grupo Puga&Nunes ❤