Dr. Ulysses Frias: Farmácia Estética

O Dr. Ulysses Amâncio de Frias é graduado em farmácia, pós-graduado em Farmácia Estética, além de possuir doutorado e pós-doutorado pela USP. Atualmente, ele é sócio-proprietário de uma clínica de estética, professor em cursos de pós-graduação em Saúde Estética e palestrante sobre Estética Avançada.  Em 2019, ele concluiu sua pós-graduação entregando seu Trabalho de Conclusão […]
farmácia estética

O Dr. Ulysses Amâncio de Frias é graduado em farmácia, pós-graduado em Farmácia Estética, além de possuir doutorado e pós-doutorado pela USP. Atualmente, ele é sócio-proprietário de uma clínica de estética, professor em cursos de pós-graduação em Saúde Estética e palestrante sobre Estética Avançada. 

Em 2019, ele concluiu sua pós-graduação entregando seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) sobre “Harmonização Facial: atualizações e perspectivas no uso de preenchedores dérmicos, toxina botulínica e bioestimuladores”

Entre seus agradecimentos ao Nepuga e ao corpo docente, ele ressalta sobre a importância do apoio que recebeu de sua esposa e enteado nessa trajetória, que contribuíram para que ele não desistisse de alcançar seus objetivos.

“Agradeço a toda minha família pelo incentivo, auxílio e pensamentos que me levaram a buscar mais conhecimento e sempre a perfeição”, comenta. 

Neste Destaque Acadêmico, você poderá entender um pouco sobre o estudo final do Dr. Ulysses acerca da Harmonização Facial. 

Farmácia Estética: Harmonização Facial 

O estudo do Dr. Ulysses em seu trabalho final da pós-graduação em Farmácia Estética, permite compreender o conceito da harmonização facial, uma vez que o procedimento busca proporcionar uma simetria, um padrão ao rosto do paciente.

“A simetria refere-se a metade de um objeto é o mesmo que a outra metade. A beleza não é exata, mas existe um sistema de proporção que inclui altura facial, largura e simetria. Entretanto, a definição ainda é subjetiva, pois inclui fatores como sociais, culturais, étnicos e idade. Neste caso, a beleza facial é determinada pela harmonia de proporções e de simetria”, explica.

O padrão para um rosto é caracterizado de acordo com quão um rosto é parecido com a maioria dos outros. Para isso, leva-se em consideração a juventude, pois a mudança facial é decorrente do envelhecimento. 

“Deste modo, a harmonização facial surgiu como ferramenta para trazer a simetria, padronização e rejuvenescimento a um rosto, seja ele masculino ou feminino”, conta o Dr.  

Por este motivo, a harmonização facial vem ganhando cada vez mais espaço, evoluindo nos últimos anos e a procura por esse procedimento estético só cresce. “Isso se dá através da obtenção de resultados harmoniosos, não cirúrgicos e sem a necessidade de tempo de recuperação.” 

Os preenchedores na farmácia estética

Para realizar esse procedimento, as correções faciais que precisam de tratamento são realizadas através de preenchimentos dérmicos, toxina botulínica e bioestimuladores. O Dr. Ulysses explicou em seu TCC sobre cada um deles. 

“Já é conhecida a utilização do preenchimento dérmico com ácido hialurônico para correção de sulcos, depressões e para dar sustentação em regiões flácidas, bem como a utilização da toxina botulínica para promover o relaxamento muscular e consequentemente a melhora nas rugas e linhas de expressão.” 

No caso dos bioestimuladores, como Sulptra, Radiesse, Ellansé, PDO, o uso é recente e traz uma modernidade que é capaz de estimular a promoção de colágeno e proporcionar uma harmonização facial de variadas formas. 

“Nos últimos anos, aumentou significativamente a procura por procedimentos de preenchimento em tecido mole, uma vez que apresentam um tempo de recuperação muito menor do que procedimentos cirúrgicos e uma eficácia e segurança muito maior”, ressalta. 

Nesse sentido, o Dr. Ulysses exemplifica que a harmonização facial veio para ficar na farmácia estética, uma vez que a “chave” do procedimento é que as pessoas sempre buscam ‘fugir’ do envelhecimento, mas sem perder a naturalidade. 

E a forma como os procedimentos têm evoluído para proporcionar essa sensação ao paciente, só mostra que através das novas tendências, o processo de embelezamento continuará dinâmico. 

“Os procedimentos utilizados hoje na harmonização facial têm provido uma maneira de rejuvenescer os rostos de maneira natural, não cirúrgica e temporária. Podemos então concluir que os preceitos que regem a harmonização facial continuarão evoluindo, assim como evoluiu nas últimas décadas, com surgimento de novos produtos e técnicas”, finaliza Dr. Ulysses. 

Confira o trabalho na integra:

Farias, U. A. Harmonização Facial: atualizações e perspectivas no uso de preenchedores dérmicos, toxina botulínica e bioestimuladores. Belo Horizonte – MG, 2019.

© 2022 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - TERMOS DE PRIVACIDADE                        Feito pelo Grupo Puga&Nunes ❤