Farmacêutica Esteta do RS troca piso salarial da CLT por retorno maior na estética

A Farmacêutica Esteta que você vai conhecer hoje ficou mais de 20 anos trabalhando em drogarias. Só que ela resolveu mudar de vida…

A Fabíola Tolotti tem 43 anos e trabalhou por mais de 20 anos em drogarias. O trabalho não era ruim, mas cansativo devido a rotina. O salário era sempre o mesmo: a partir do piso da categoria. Hoje, ela é uma farmacêutica esteta e quer ter liberdade para ganhar mais.

Essa é a história da Fabíola, que é lá de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Só que poderia ser a sua, não é verdade? Muitas vezes, a gente se vê em um trabalho que não permite a flexibilidade de alcançarmos voos mais altos. A estética se tornou uma solução em 2015.

Continue lendo para entender mais de como foi a trajetória dessa farmacêutica esteta.

O início de carreira da farmacêutica

Fabíola Tolotti conta que iniciou a graduação em farmácia porque achava a profissão interessante. “Eu fiz o primeiro vestibular, entrei e nunca tive dúvidas se era isso que eu queria. O que mudou foi que agora eu dei uma virada de chave”.

Só que antes de chegarmos nessa mudança de vida profissional, ela atuou por mais de 2 décadas em drogarias. Afinal, esse é o caminho mais comum para quem se forma no Curso de Farmácia. A rotina, no entanto, era muito mais intensa do que ela imaginava.

Era bem cansativo. De segunda a segunda. Com escala de horário. Às vezes você está de manhã. Às vezes de tarde. E às vezes vai até a noite. E tinha vezes que faltavam funcionários, aí a gente acaba fazendo várias funções”, ela lembra.

O interesse pela área de estética

A farmacêutica esteta começou a pensar na possibilidade de migrar de área a partir de 2015. O motivo é que foi nesse ano que ficou oficializado que os farmacêuticos poderiam atuar com a estética, um esforço que teve assinatura da Dra. Ana Carolina Puga.

Com as notícias e as pautas do seu Conselho, ela começou a notar uma nova oportunidade. “Durante a pandemia veio a virada de chave. Porque eu pensei assim: eu não quero mais trabalhar com doenças”.

O que ela passou a querer, naquele momento, era exatamente o contrário. “Quero promover a autoestima. Eu quero deixar as pessoas mais felizes”. O resultado você pode imaginar: ela se cadastrou em um curso de Pós-Graduação em Farmácia Estética.

Da drogaria para a estética

Para você entender por completo qual foi a visão da Fabíola Tolotti nesse momento da vida dela, a gente separou aqui algumas frases que estão na íntegra e foram mencionadas por ela durante uma gravação que está no Youtube.

Geralmente, quem vai para uma farmácia comprar remédios é porque está doente e não queria gastar com aquele medicamento. É obrigada a comprar. O que se torna um gasto que não a deixa feliz. E o remédio não é o que vai melhorar a saúde dela”.

Farmacêutica Esteta

Na estética tem os horários mais flexíveis, a gente pode fazer o nosso horário, além de trabalhar com uma coisa que vai dar prazer. Você vê o paciente estando feliz e confiante no seu trabalho. Em troca, ele te devolve isso imediatamente”.

Os próximos passos da farmacêutica estética

Depois que concluir a pós-graduação, a Fabíola diz que já tem planejado os próximos passos para a sua carreira. “Em um primeiro momento, vou buscar algumas parcerias para conseguir experiência. Depois, pretendo ter o meu próprio espaço. Talvez ministrar cursos”.

Ela conta que no Sul do país, onde ela reside e trabalha, há o piso farmacêutico. “E as farmácias só pagam esse valor”. Então, a estética pode trazer uma melhor qualidade na vida financeira para quem se especializa nessa área.

Você vai ter um retorno maior do que ser uma empregada CLT [Consolidação das Leis de Trabalho], onde trabalha ganhando só o piso do farmacêutico”. A farmacêutica esteta diz que há mercado para todos. “A gente tem que ser um bom profissional e saber realizar os procedimentos”.

Os diferenciais em se especializar na estética

Além do conhecimento teórico, um dos diferenciais da pós-graduação no Nepuga é a vivência clínica. “A minha primeira aula prática foi de ozônio. É um campo a ser explorado ainda mais e que é muito boa para os pacientes. Há materiais científicos que comprovam a eficácia”.

A farmacêutica esteta conta que fez aula de aplicações de ozônio nas estrias, olheiras e na gordura localizada. “Depois, verificamos que o ozônio pode ser usado também na enfermagem, em feridas, sendo um modo mais terapêutico. O ozônio serve para muitas coisas e vale a pena investir nele”.

A Fabíola comenta ainda sobre o método Pugacode, que foi desenvolvido pela Dra. Ana Carolina Puga. “Está há muito tempo no mercado, o que prova que está consolidado porque é super seguro”.

A missão de vida

E para terminar o conteúdo, deixaremos aqui frases da Fabíola, que contou que foi durante a pandemia que teve a sua virada de chave e hoje se sente uma pessoa realizada. Ou melhor, como a farmacêutica esteta mesmo menciona: “encontrei a minha missão de vida”.

Estou bem feliz por passar aqui o dia inteiro na vivência clínica. É muito tranquilo e leve porque é uma coisa boa de se fazer. Cada colega fazendo uma prática. A gente conversa, troca ideia, vê produtos…”.

É uma coisa muito legal, enriquece muito e tenho certeza que encontrei a minha missão de vida. Eu tenho 43 anos. Depois da pandemia eu decidi encontrar o que eu queria mesmo fazer. Na estética eu encontrei a resposta”.

Outras histórias de inspiração na estética

Anny Gabriele Pereira de Oliveira tinha uma farmácia em Marabá (PA). Depois de um estalo, ela decidiu se especializar em estética e se tornou farmacêutica esteta. Atualmente, possui duas clínicas onde oferta serviços de ozonioterapia, harmonização facial e corporal. Além disso, dá aulas de pós-graduação.

Beatriz Mees Botion trabalhou por muito tempo com plantões cansativos e desvalorizados. Só que nunca deixou de lado o sonho de ter liberdade profissional. Hoje, a sua clínica de estética é premiada pelo Top Of Mind Brasil de Qualidade em Balneário Barra do Sul (SC).

Juliana Tironi Machado Barberato se especializou em estética logo após a graduação. Ela se tornou secretária de um médico e com a experiência nasceu o sonho de ter a própria clínica de estética. Antes secretária, agora ela é parceira de negócios do médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2022 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - TERMOS DE PRIVACIDADE                        Feito pelo Grupo Puga&Nunes ❤