Farmacêutica Esteta no RJ aproveita a flexibilidade da estética para ter nova renda

Se tornar uma farmacêutica esteta não era parte dos planos da Sheila. Só que ela viu que sair da zona de conforto poderia render bons frutos.

A Sheila é uma farmacêutica hospitalar. Ela gosta muito do que faz e sabe que a sua profissão permite um leque de possibilidades. A partir disso, decidiu sair da sua zona de conforto. Recentemente, entrou numa Pós-Graduação e em breve se tornará farmacêutica esteta.

Em pouco tempo, a Sheila dos Santos poderá colher os bons frutos que esse mercado permite: trabalho em horários mais flexíveis e lucro. Em um primeiro momento, não vai sair do hospital porque gosta de estar lá. Ao mesmo tempo, sabe que o futuro da estética é promissor.

Além de me aprimorar em uma área, posso aumentar a renda com algo que gosto de fazer, a partir de novas habilidades. E a estética possibilita a autonomia, aumento de renda e quanto mais você quiser se dedicar, então, maior vai ser o seu retorno. A autonomia é sensacional”.

Para quem tem formação profissional na área da saúde, esse texto será inspirador. Sabe aqueles momentos em que, mesmo gostando muito do que faz, a gente percebe que podemos ir além, enfrentar desafios e sair da zona de conforto? É isso que a Sheila está fazendo.

Os vários leques da Farmácia

A Sheila sabia que a Farmácia tinha esse diferencial de permitir que os seus profissionais atuassem em várias especializações. É o que ela chamou de “os vários leques da Farmácia”. E dentre as possibilidades, ela escolheu o hospital.

Na Farmácia, você tem a oportunidade de se especializar em hospitais, nutrologia, laboratórios e agora na parte estética, também. Essa diversidade de atuação foi um dos maiores motivadores para eu ter escolhido esse Curso de Graduação”.

A primeira curiosidade sobre a Sheila é que, diferente da maioria dos profissionais dos hospitais que sofrem com as rotinas intensas, ela gosta do trabalho. “Adoro o que eu faço, trabalho em um grande hospital de uma grande rede. Eu sou muito feliz na atual profissão”.

Essa parte é bem interessante porque já contamos antes uma história parecida. Só que naquela ocasião, a Renata Lima Ribeiro contou sobre a sua rotina turbulenta em hospitais. “Eu trabalhei mais de 24 horas em uma rotina apertada”. Relembre aqui.

O fato é que mesmo gostando do trabalho no hospital, a Sheila decidiu sair da sua zona de conforto e aprender novas atuações dentro da Farmácia. “Um dos motivos de eu ter feito a escolha da Pós em Estética foi a ideia de não parar de estudar”.

A especialização em Estética

Ela contou que já tem especialização na sua área, que é a hospitalar. No entanto, quis fazer “algo diferente”. E foi na pandemia que teve essa virada de chave, que foi quando o atendimento remoto ganhou os holofotes dos profissionais da saúde.

Eu comecei buscando uma Pós-Graduação em prescrição. Eu pensei em prescrever em atendimento. E nessa busca apareceu a estética, ou melhor, a farmacêutica esteta, que poderia prescrever e atender o paciente com procedimentos estéticos”.

O que ela fez? Foi procurar respostas. Afinal, era um tema que ela ainda não dominava e não tinha certeza. Então, o próximo passo foi entrar em contato com o Conselho Federal de Farmácia e pedir as informações de modo oficial.

Eles falaram da atuação e eu achei que isso ia me completar, se provando ser um ótimo desafio para aquele momento. E também ia de encontro com a ideia de expandir mais a minha área, aproveitando que a Farmácia permite isso. E foi assim que eu comecei a fazer a Pós”.

farmacêutica esteta

A farmacêutica esteta diz que essa foi uma das melhores escolhas que já fez porque aproveitou das flexibilidades que o mercado de estética e o curso possuem. No caso dela, um curso híbrido, onde as aulas teóricas eram online e a Vivência Clínica em finais de semana.

A plataforma é sensacional. Me atende tanto com o material didático e a questão das aulas no Zoom, além das aulas práticas. Estou super satisfeita em estar aprendendo cada dia mais sobre essa nova área”.

Sheila fala que usar a tecnologia é algo muito viável para os dias atuais e, inclusive, foi um dos pontos mais importantes para impulsionar a escolha dela pelo Curso de Pós-Graduação que ela se inscreveu. “O estudo online e a plataforma fácil proporcionou o estudo para mim”.

O futuro da Farmacêutica Esteta e Hospitalar

Na visão da Sheila, a estética é mais uma área importante para atuação do farmacêutico. Ela tem vantagens como a autonomia e isso pode ser somado no currículo, no dia a dia e nos diferenciais de cada um dos profissionais. Ela aproveitou essa chance.

No meu caso, estou satisfeita com a farmácia hospitalar, mas eu quero complementar e ampliar o meu leque. Assim, nos momentos que eu estiver disponibilidade eu posso atender. Eu fiz a escolha certa”.

Dessa forma, a pouco tempo de se tornar uma Farmacêutica Esteta, ela diz que pretende conciliar os dois trabalhos em um primeiro momento: o hospital e a estética. “E conforme for acontecendo, eu vou vendo o que acho melhor”.

Para este momento, o que realmente importa para ela é ver que existe sim um amplo mercado de possibilidades. “A longo prazo, ainda não pensei nisso. Mas, para mim, é ótimo porque permite mais uma opção: aumento de renda e flexibilidade de atuação”.

A Sheila comenta que uma das conquistas de trabalhar com a estética é justamente a flexibilidade que a área permite. “No meu caso, eu posso conciliar horários e dias alternativos, o que é sensacional para qualquer profissional”.

Outras histórias para se inspirar

Além da Sheila, tem uma farmacêutica esteta que também viu na estética uma chance nova de “aumentar o leque” ou simplesmente mudar o rumo da carreira profissional. Aliás, uma não, são várias. Abaixo, você pode conferir algumas delas.

Depois de 5 anos de formada, Wanessa decidiu mudar a carreira. Como sempre gostou de cosméticos e da área de estética, ela não hesitou e buscou sua especialização.

Quando nem pensava na estética, ela era dona de uma pequena farmácia. Hoje, ela tem uma drogaria e uma clínica de estética. Esse é um resumo da história da Anny.

Ela deixou o salário das grandes redes de farmácias para ganhar o próprio dinheiro, através da estética. Essa é a história da Carolina, que teve coragem para mudar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2022 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - TERMOS DE PRIVACIDADE                        Feito pelo Grupo Puga&Nunes ❤