“Meus olhos brilharam com chance de crescimento na Biomedicina Estética”, diz biomédica do PA

A Biomedicina Estética é uma das alternativas para os profissionais que atuam na análises clínicas, mas querem crescer na carreira.

O que te impede de buscar o sucesso na carreira de biomedicina? O relato abaixo é da Mileia Gaia, que é de Xinguara, no Pará. Ela percorreu mais de 1.200 quilômetros para chegar até Goiânia (GO) e fazer as aulas de Vivência Clínica da Pós-Graduação em Biomedicina Estética.

Isso porque além do trabalho tradicional em laboratórios, bancos de sangue e análises, os biomédicos podem optar pela área da estética, que é uma novidade histórica na saúde. A Mileia descobriu isso na faculdade e agora decidiu investir na nova carreira.

A rotina de análises clínicas da biomédica

No começo, a biomédica pensava em cursar odontologia. Só que como ela mora em Xinguara não conseguiu encontrar instituições de ensino que oferecessem tal opção. A partir disso, começou a buscar algum curso que tivesse uma grade curricular parecida.

Então, eu me identifiquei mais com a biomedicina. Depois que entrei no curso, eu simplesmente me encantei e me apaixonei. Atualmente, eu estou na área de biomedicina, eu trabalho em um laboratório, em análises clínicas”.

A rotina de um biomédico clínico é intensa em qualquer parte do país. O que também acontece em Xinguara. A Mileia, por exemplo, trabalha das 7 horas até as 18 horas, sendo de segunda à sábado. “Às vezes quando precisa de plantão, eu também fico à disposição”.

Só que o problema maior não está no trabalho ou no horário, mas especialmente na falta de valorização desse profissional. Na média nacional, o biomédico recém-formado tem salário de R$ 2.400,00 e um biomédico de análises clínicas recebe R$ 2.700,00.

A biomédica esteta personagem desse texto viu que a conta não batia: era muito trabalho para um salário que não acompanhava essa rotina. Foi nesse momento que ela decidiu reavaliar o seu trabalho e lembrou de uma disciplina que estava na grade da sua graduação: a Biomedicina Estética!

A estética como alternativa para valorização profissional

Quando eu estava na faculdade, eu conheci a área da estética porque nós tivemos essa aula. E desde essa época, eu me apaixonei e fiquei encantada pelo mundo da estética. Então, desde a faculdade mesmo eu já pesquisava e procurava sobre o assunto”.

Ela conta que uma professora indicou uma Instituição de Ensino Superior que tinha o Curso de Biomedicina Estética “Assim que eu terminei a graduação, eu fiz a inscrição e já comecei. Tenho me apaixonado ainda mais pela área da estética e tudo o que ela consegue nos proporcionar”.

A biomédica esteta menciona o método que é usado nas aulas. “Eu achei a metodologia que a Dra. Ana Carolina Puga criou muito boa. Ontem a gente teve uma aula. É muito dinâmico, explicativo e fica mais fácil de entender o passo a passo das marcações. Facilita bastante”.

Biomedicina Estética

Além de se sentir valorizada na sua profissão, a Mileia conta que é muito prazeroso levar autoestima para as pessoas através dos procedimentos estéticos. Ela tem em mente a área preferida. “Mas eu me identifiquei com a facial. Gostei muito da parte de preenchimento”.

O esforço para ter uma carreira mais saudável

Decidida a mudar de vida, Mileia Gaia sabe que os próximos passos vão exigir ainda mais dedicação. Ao mesmo tempo, ela vê vantagens e um futuro promissor com a Biomedicina Estética – ainda mais quando comparada a rotina de trabalho de hoje em dia com as chances de crescimento na estética.

Na minha rotina atual, é complicado conciliar tudo: trabalho, filho, esposo e pós-graduação. Mesmo assim, eu sempre procuro separar um tempinho para cada coisa”.

Além disso, um dos desafios é a distância porque ela mora no Pará e faz a Vivência Clínica em Goiânia. “São mais de 1.200 quilômetros. É muito difícil ter que deixar meu filho. Dá um apertinho no coração. Mas, a gente tem que perseverar e ter fé que tudo vai dar certo”.

A biomédica esteta conta que a princípio pretende conciliar o trabalho com a estética. “Porque no começo não é fácil empreender. Então, pretendo atuar com a estética nos finais de semana até eu conseguir me adaptar e engrenar na área”.

Com os pés no chão, ela afirma que hoje tem o objetivo de conquistar o seu maior sonho nos próximos meses: ter a própria clínica de estética. “Já tenho vários planos e vários sonhos. E está tudo se encaminhando e dando tudo certo”. No Brasil, uma clínica de estética pode faturar mais de R$ 45.000,00.

A estética para outros profissionais da saúde

Se você que está lendo esse conteúdo é da área saúde, mas não na biomedicina, saiba que outras categorias de profissionais também podem se beneficiar da especialização em estética. Por exemplo, Farmácia Estética, Enfermagem Estética, Biologia Estética, etc.

Eu indico a estética porque as vezes a gente não é muito bem valorizado na nossa área. Principalmente para mim, que moro em cidade pequena. Meus olhos brilharam quando eu vi essa oportunidade de crescimento”, diz a Mileia.

E a biomédica esteta se sente enérgica ao já projetar o seu futuro. “Eu enxergo grandes planos e projetos. Então, quem sonha em ter o próprio negócio e uma renda maior, eu super indico”.

Caso de Sucesso em Biomedicina Estética – Milena Gaia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2022 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - TERMOS DE PRIVACIDADE                        Feito pelo Grupo Puga&Nunes ❤