Após especialização, biomédica esteta inova no extremo oeste de SC

O trabalho da biomédica esteta no extremo oeste de Santa Catarina ainda era desconhecido. Assim, a Magda inovou e se tornou pioneira no assunto.

Magda Strieder é biomédica esteta. Ela teve experiência em laboratórios, quando trabalhava com análises clínicas. Até chegou a se especializar nesse assunto. Só que tudo mudou quando viu que a estética poderia mudar o rumo da sua vida profissional. E realmente, mudou!

Em 2010, ela se formou em biomedicina pela Unoesc (Universidade do Oeste de Santa Catarina) no campus de São Miguel do Oeste, em Santa Catarina. Por 3 anos, trabalhou em um laboratório, mas viu em outra área a chance de obter sucesso na profissão.

E tudo começou quando, depois de graduada, a biomédica esteta iniciou uma pós-graduação em toxicologia aplicada na PUC (Pontifícia Universidade Católica) de Porto Alegre (RS). Lá ficou sabendo de outra especialização, que apresentava uma carreira diferente: a estética.

A descoberta da área estética como opção de especialização

Hoje, ela é uma referência em toda a região do extremo oeste de Santa Catarina. Só que para chegar até lá, a Magda precisou enfrentar horas de estrada e muito estudo. Ela iniciou com um curso intensivo de 8 dias realizado pelo Nepuga em São Paulo, e após iniciou a sua pós-graduação em Biomedicina Estética.

O começo foi meio que por acaso. Isso porque após a faculdade, ela foi para a toxicologia, que é uma especialização mais tradicional dentro da biomedicina. E foi próximo ao final desta que ela ouviu falar da estética. Ou seja, “a primeira pós-graduação abriu portas para um novo curso”.

A biomédica esteta também conta que o fato de ser em Porto Alegre (RS) poderia ser uma vantagem porque não era na mesma cidade dela, porém era mais próximo do que ter que ir para São Paulo por exemplo. A distância real da capita até onde ela estava era de 500 quilômetros, isto é, 10 a 12 horas pela BR 386.

Para o Nepuga, esse também foi um marco histórico porque foi a primeira turma de pós-graduação em biomedicina estética em Porto Alegre. Hoje, a instituição de ensino conta com mais de 500 turmas em todo o país, em mais de 27 unidades.

A primeira biomédica estética do extremo oeste de SC

O resultado das viagens e dos esforços veio logo após a especialização. Ela mesmo diz que se tornou a “primeira biomédica estética de toda região do extremo oeste de Santa Catarina”. Ela inovou ao levar para essa região o assunto da biomedicina estética.

A biomédica esteta conta que mesmo sem conhecer a área de especialização antes ela criou uma expectativa bem grande pelas possibilidades que eram possíveis. “Lendo e pesquisando o assunto despertou o interesse”.

biomédica esteta

Depois, veio o resultado direto: a expectativa foi superada. “Eu acabei aprendendo muito coisa. Participei de muitos congressos, também. A pós-graduação me permitiu abrir a própria clínica”. E esse é o sonho de muitas mulheres que querem inovar e empreender na estética.

O mercado de trabalho da Biomedicina Estética

Além de trabalhar na própria clínica, a biomédica esteta de SC também trabalha em outras unidades. “Hoje eu tenho uma clínica própria em Tunápolis (SC) e atendo em outras duas cidades: São Miguel do Oeste (SC) e Itapiranga (SC)”.

Em termos de procedimentos estéticos, ela conta que faz tratamentos faciais e corporais. Além de trabalhar com ozonioterapeuta e ser especialista em emagrecimento.

Afirma que encontrou uma área de trabalho vantajosa. “O mercado de trabalho no laboratório é diferente da estética. Quem fica no laboratório, se fecha em 4 paredes. E o profissional da estética auxilia diretamente as pessoas, melhorando a saúde através da beleza”.

Para continuar tendo sucesso, a biomédica esteta aposta no investimento de novos equipamentos, cursos e aprendizados. “A estética é uma área que só cresce. Hoje em dia, todo mundo sabe. Mas, o principal é trabalhar com ética e muita responsabilidade”.

Os retornos financeiros da área da estética

A Magda diz que um dos benefícios da estética tem a ver com a possibilidade de retorno financeiro. A vontade de buscar por algo diferente na região e que fosse inovador ou que não existisse até então foi o ponto de partida para fazer o curso de estética.

Só que mais do que isso, ela viu nos lucros uma forma de ser melhor remunerada e mais valorizada na sua profissão. “É difícil dizer sobre o salário porque são muitas variáveis, porém é bem mais vantajoso que ser funcionário em laboratório, é ter o seu próprio negócio”.

A biomédica esteta afirma que: “Os benefícios do mercado de trabalho estético são bem melhores, como a remuneração, os horários são agendados e por isso dá para fazer o próprio horário. Depois, o lucro é maior e mesmo que exija investimento, também gera retorno”.

Outras pessoas que tiveram sucesso financeiro na estética

A Phamela Priscila Bezerra se formou em biomedicina em Londrina (PR). Após a pós-graduação na estética, ela viu a chance de se mudar para a Europa. Em Dublin, na Irlanda, é dona de uma clínica de estética e recebe o pagamento em euros.

Najara Maurício Reus também é do Sul do País, mais especificamente de Itajaí e Xangri-lá. Ela foi contra o tradicionalismo do mercado de trabalho da sua profissão e resolveu se tornar uma autônoma da estética. O resultado é que hoje tem uma renda que é 10 vezes maior.

A Luana Andressa Galani é uma biomédica esteta que conseguiu dobrar o tamanho da clínica de estética em menos de 12 meses. Como consequência, ela também teve retornos financeiros maiores. E tudo começou quando ela fez uma especialização na estética.

A Camila Sampaio da Silva avalia que mesmo enfrentando desafios, desde o primeiro mês de empreendedora conseguiu tirar o mesmo salário que fazia enquanto trabalhava em uma farmácia comercial. Hoje, ela é farmacêutica estética e criar os próprios horários de trabalho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2022 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - TERMOS DE PRIVACIDADE                        Feito pelo Grupo Puga&Nunes ❤