Sonho inatingível? Saiba como a Angela Caetano se tornou biomédica esteta em Botucatu (SP)

A Angela Caetano é biomédica. Se formou com Prouni e após um contato com a Dra. Ana Carolina Puga conseguiu ingressar na pós-graduação de Biomedicina Estética. Você tem que conhecer como tudo isso aconteceu.

A Angela tem uma história que é muito curiosa. Hoje é biomédica esteta em Botucatu (SP), no entanto, o que vem antes disso é incrível. Descubra como tudo começou.

E ela começa pelo fato de que se tornou a primeira aluna a se formar com o ProUni na unidade, após uma década da criação do curso. Ela fez Biomedicina na Unip (Universidade Paulista) de Bauru e concluiu a graduação em 2018.

Algum tempo mais tarde, ela iniciou a pós-graduação em Biomedicina Estética, o que aconteceu em junho de 2021. Só que nesse intervalo entre a graduação e a pós-graduação, a vida da biomédica teve momentos marcantes, como um convite da Dra. Ana Carolina Puga.

Conheça a história completa da Angela Caetano, uma biomédica que é apaixonada pela estética e está prestes a terminar a sua especialização.

A faculdade de Biomedicina

Há mais de 20 anos, Angela iniciou biologia na USC (Universidade do Sagrado Coração) de Bauru. No entanto, após 12 meses de curso, ela precisou parar os estudos por não ter conseguido custear as aulas. E nessa época, ela nem imaginava que seria uma biomédica esteta em Botucatu.

Em 2014, uma nova oportunidade.

Isso porque 3 novas vagas de cotas negras foram abertas na mesma universidade. E ela tinha como obrigação escolher outro curso, o que ficaria como segunda opção. Nesse momento, Angela diz que Deus começou a agir na sua vida de forma intensa.

O que me parecia familiar com biologia era biomedicina. Eu nem sabia muito bem o que era esse curso. Mas, para minha surpresa, o resultado do Prouni me levou para essa opção. Então, entrei na Unip de Bauru e fiz tudo o que tinha que fazer”.

biomédica esteta em Botucatu, Angela Caetano

Docência

Durante a faculdade, essa biomédica esteta em Botucatu sempre quis dar aulas. Ou seja, atuar na docência. No entanto, essa possibilidade só aconteceria se ela continuasse os estudos e fizesse mestrado, doutorado ou outras pós-graduações.

Só que no meio do curso, ela começou a se identificar com a área da pesquisa. Tanto é que entrou na iniciação científica do curso de Biomedicina. “Participava de todos os projetos e produções extras curriculares da graduação”.

Estágio

O próximo passo foi o estágio. Com as visitas em vários departamentos, ela começou a ampliar o seu leque de aprendizado sobre o papel do biomédico, como em hematologia, citopatologia, laboratório clínico e farmacologia.

Ao mesmo tempo, também começou a descartar algumas possibilidades de carreira. “No estágio que fiz no Hospital de Base de Bauru, eu percebi que não queria atuar na rotina de análises clínicas”.

Trabalho

Mesmo assim, como recebeu uma indicação da coordenadora do curso, ela não viu maneiras de recusar o convite e começou a trabalhar na Unimed. Ou seja, a biomédica esteta em Botucatu tinha um dia a dia de trabalho bem longe do que sonhava.

A rotina era formada por fazer os laudos de hemogramas, coletar sangue, uroanálises e parasitários. “Eu vi que não era para mim”.

Dessa forma, Angela não teve outra opção, a não ser a de largar o seu primeiro emprego. “Além de não ter a remuneração dos meus sonhos, eu também não suportava a rotina. Por isso, fiquei só nos primeiros 45 dias de experiência e, em seguida, me desliguei”.

Mudança

Sem emprego, ela decidiu voltar para a sua antiga profissão, a de cabeleireira. Ela já havia atuado nessa carreira por 20 anos e isso dava segurança para que retornasse. A mudança também incluiu a troca de cidades: mudou-se de Bauru para Botucatu, onde mora até hoje.

E desde a época em que cursava biomedicina, a biomédica esteta em Botucatu já seguia a Dra. Ana Carolina Puga nas redes sociais. No entanto, nunca imaginou que ela poderia mudar a sua vida. “Desde o primeiro ano da faculdade já vislumbrava a Dra. Ana, mas achava que ela era um sonho inatingível”.

A pós-graduação em Biomedicina Estética

Ao contar a sua história para a nossa equipe de redação, Angela diz a seguinte frase: “tem um fundo de cena que você desconhece, mas eu preciso contar”. E a nossa sugestão é: continue lendo e inspire-se! Essa é a maior prova de que não há sonhos inatingíveis.

Ao mesmo tempo em que começou a trabalhar no seu salão de beleza, a biomédica também teve a ideia de revender produtos cosméticos. E adivinhem só o que aconteceu: “em um belo dia de verão, a Dra. Ana me chamou no Instagram para falar desse produto”.

Pulando uma parte da conversa, a Dra. Ana, que é considerada a Mãe da Biomedicina Estética, perguntou à Angela por que ela não seguia a carreira da estética. “Eu chamo isso de Deus”, se emociona ao lembrar do fato a biomédica.

Mas, a biomédica esteta em Botucatu falou a sua realidade. “Contei que a biomedicina já era um sonho que eu tinha realizado, mesmo estendo acima das minhas condições financeiras da época. Eu consegui por ser ProUni. Agora, o Nepuga era como um novo sonho, mas ainda distante da realidade”.

A partir desse relato, desse belo dia de verão, desse contato da Dra. Ana, a vida da Angela mudou. “Então, a minha segunda mãe, que vocês conhecem como Dra. Ana Carolina Puga, me deu a oportunidade de cursar uma pós-graduação no Nepuga”.

Só que a história da biomédica esteta em Botucatu não termina assim

A Angela Caetano, a nossa biomédica esteta em Botucatu, começou a sua pós-graduação em Biomedicina Estética em junho de 2021. No entanto, no final do mesmo ano, ela teve um problema de saúde muito grave. O que aconteceu é que não conseguiu realizar as aulas práticas naquele instante.

Mas, como você pode estar imaginando, a Angela não é aquele tipo de pessoa que desiste. No final de setembro de 2022, pouco mais de 12 meses após iniciar a sua especialização, a biomédica concluiu todas as aulas práticas. “Foi um mês intenso de muito estudo”.

E essa nem foi a melhor parte. Durante uma dessas aulas, a maior surpresa da vida da Angela aconteceria: “eu nunca imaginei que poderia conhecer a Dra. Ana pessoalmente”.

Agora, cheia de sonhos realizados, a biomédica esteta em Botucatu já projeta os próximos objetivos. “Vou fazer um mestrado em imunologia e também o curso completo do Pugacode”. E não é só isso.

Lembra-se daquele desejo inicial que a Angela Caetano tinha, que era o de lecionar? Ele está cada vez mais perto de se tornar realidade. “Fui convidada pelo professor Gilberto Pergher para ser monitora de um curso de pós-graduação”.

E para quem acha que acabou: “quero me especializar em peeling e tenho um projeto para desenvolver protocolos novos de associações de ácidos”.

Leia também histórias de quem realizou sonhos na estética

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2022 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - TERMOS DE PRIVACIDADE                        Feito pelo Grupo Puga&Nunes ❤